Horário de Atendimento

Untitled 1

Quarta-Feira - 20:30h até 22:00h

 

Calendário de Eventos

December 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Locais de Interesse

Merendários João Bom e Ponte Nova

Miradouro das "Cumeeiras"

MIRADOURO DAS CUMEEIRAS

Sem dúvida um lugar mágico, com uma vista majestosa sobre as lagoas das Sete Cidades. Um lugar perto do céu, onde o verde e a calmaria nos leva a momentos deslumbrantes.
No oposto ao Miradouro da Vista do Rei oferece, igualmente, uma das vistas mais bonitas dos Açores.

“Talvez só ali - e nem ali - pudesses
encontrar o fim dos teus dias.
Agradece ao nevoeiro. Poupou-te
a vertigem e a fuga,
Deu-te apenas uma beleza agreste.
Dura como o som do vento.” Manuel de Freitas

 

1908061 398682953650025 4691718706612522134 n

 

 

11061773 398682883650032 8793509034350978644 n

 11227573 398682870316700 473468017751607465 n

 

 

11048763 398682950316692 3082649536752835573 n

 

Parque Aventura

PARQUE AVENTURA - PILAR DA BRETANHA

No final do ano passado (2014) ficou concluído o processo de registo dos terrenos do antigo campo de futebol que se encontravam averbados a processos antigos e muito complicados. Com a desmaterialização de todo o processo, foi possível efetuar o respetivo registo em nome da freguesia do Pilar e desta forma obter viabilidade para a concretização do projeto Parque Aventura apresentado a esta freguesia pela Associação Norte Crescente.
Este foi um projeto pensado e desenvolvido pela Associação que resultou de uma candidatura ao programa PRORURAL e cuja concretização foi possível mediante a abertura e colaboração da Junta de Freguesia na resolução do processo burocrático e disponibilização do espaço.


O Parque Aventura é um parque de Atividades Lúdicas e de desportos de aventura destinado a todo o tipo de pessoas que gostam de praticar atividades em contacto com a natureza. Este será certamente um local para todas as idades e terá as mais variadas atividades em campo aberto, proporcionando adrenalina, levando as pessoas a conviverem mais, a sentirem-se mais saudáveis e bem-dispostas.

No dia da sua inauguração e em conjunto com 25 parceiros, provou-se que esta infraestrutura poderá ser a longo prazo um importante meio catalisador de pessoas para a freguesia, sendo o seu principal objetivo a valorização do desporto ao ar livre, a promoção de hábitos de vida saudável e acima de tudo a divulgação das potencialidades da freguesia para o turismo de natureza e atividades em espaço rural.


A programação e gestão das atividades do parque ficarão a cargo da Associação NC, sendo que neste momento a Junta de Freguesia não dispõe de meios humanos nem técnicos para o fazer convenientemente, no entanto ficou salvaguardado o direito ao uso prioritário pelos habitantes da freguesia.

934818 855676287808297 12953658308086973 n

Trilho "Atalho dos Vermelhos"

INFORMAÇÕES
Forma - Circular
Dificuldade - Fácil
Extensão - 5.1 km
Tempo Médio - 2h

 

Este trilho pedestre é uma pequena rota circular considerado de dificuldade fácil, com uma duração média de 2h, que começa e termina no mesmo lugar (João Bom).
Ideal para os amantes das aves, poderá observar Milhafres, Pintassilgos, Pombos-da-rocha, Pombos torcazes, Tentilhões e Garajaus nas zonas mais próximas do mar.
Encontrará também diversas qualidades da flora endémica, como o Pau branco, a Malfurada, a Erva-leiteira a Urze e o Tamujo.

 

http://trilhos.visitazores.com/pt-pt/trilhos-dos-acores/sao-miguel/atalho-dos-vermelhos

Vereda do Outeiro da Ponte

 

Este trilho é frequentemente utilizado por residentes e visitantes, principalmente para acesso ao mar com vista à prática de pesca.

A Costa do Pilar ou mais conhecida por Ponta da Bretanha, na sua extensão desde o Pilar até aos Mosteiros é particularmente espetacular, restos de um passado vulcânico com deformações rochosas, onde o mar atrai uma diversidade de espécies de peixes.


Este local foi desde sempre, utilizado para esta prática, local de onde saíram muitas histórias, que ainda hoje se contam, sobre as aventuras dos nossos antepassados.

 

Foi igualmente testemunha de algumas tragédias. Antigamente, com a escassez de transportes o calhau do outeiro da ponte era a alternativa, muito procurado pelas moças/senhoras para se banharem nas suas poças enquanto os homens (maridos, pais ou irmãos) andavam à pesca. Trata-se de um local de grande interesse para a freguesia, palco de muitas histórias, algumas trágicas, mas na sua maioria, histórias engraçadas de desafios piscatórios.


O acesso ao calhau é feito através de uma descida ingreme de terra batida que vai contornando a costa, ladeada por uma vegetação exótica típica desta zona. Ao longo da descida pode-se avistar toda a costa até à vizinha freguesia dos Mosteiros, assim como várias colónias de garajaus junto ao mar. 

 

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.375563329295321.1073741848.173604392824550&type=3

 

 

Igreja de Nª Sra do Pilar

Segundo alguns documentos, sabe-se que no último quarto do século XVII, os moradores da Grota do João Bom, faziam toda a sua vida religiosa na Igreja de Nossa Senhora da Conceição dos Mosteiros. Assim, levavam lá os seus filhos a baptizar, a catequizar, lá iam à missa, casavam e enterravam os seus mortos.

Ora, isto era muito difícil. E, então em 19 de Outubro de l674 o Senhor Bispo D. Frei Lourenço de Castro, mandou passar um alvará para desligar os sacerdotes dos Mosteiros da obrigação que tinham para com o povo da Grota do João Bom, entregando essa obrigação aos sacerdotes da Bretanha.

 

Em 1680 foi autorizada a construção da ermida do Pilar. O Capitão Sebastião Alvares Benevides e sua mulher Ana de Araújo, moradores na Grota do João Bom, ofereceram o terreno e construíram a ermida que só foi elevada à categoria de curato sufragâneo de Nossa Senhora da Ajuda em 7 de Junho de 1699.

No dia 16 de Abril de 1852, houve um grande tremor de terra e outros nos anos seguintes que arruinaram completamente a ermida. Foi então, que em 1862, data que figura hoje na frente da Igreja, o povo aproveitou o que estava bom da ermida antiga e construiu a actual Igreja.